Segunda-feira, 16 de Outubro de 2006

A Sede d´As Mondadeiras

A nossa Sede, ainda parece um sonho tornado realidade...

Todos estes anos de existência têm sido passados no Edificio da Casa do Povo, numa pequena divisão, que nos foi cedida pela Junta de Freguesia, na qual tinhamos os nossos utensilios, materiais, as nossas reuniões e as nossas conversas, e que se falasse teria muito para contar!

Temos ansiado ao longo deste tempo, possuirmos o nosso próprio espaço e foi com a boa vontade do Centro Social "Adriano Rovisco dos Santos", que o conseguimos, pois aquela que vai agora ser a nossa sede, era um espaço deste Centro, no qual funcionava há uns anos a lavandaria e que agora se encontrava desocupado e a deteriorar-se a pouco e pouco.

As Mondadeiras decidiram então ir junto desta Entidade propôr que a titulo de cuidarmos da manutenção do edificio este nos fosse cedido com a finalidade de ser ali a sede do Rancho Folclórico "As Mondadeiras", proposta aceite, foi meter mãos á obra.

E tem sido um trabalho de empenho da parte de todos. Temos passado algumas noites e dias a cuidar daquela que vai ser a nossa casa, tem valido a pena, até mesmo pelo convivio, discussões e brincadeiras, momento vividos que ficam para sempre na nossa memória, ora vejam...

Aqui ia uma grande confusão, ainda...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os pintores de serviço, o António, o Jorge e o Paulo...

 

 

 

Pequenas "mariquices", que ficam sempre bem.

Nem parece o Luís que conhecemos, o certo é que até aparecer a dor de dentes ele ainda conseguiu pintar duas cadeiras. Valeu a Carla e a Nicete aparecerem para acabar o trabalho.

 

 

 

 

A Nicete, sempre muito paciente, ofereceu-se para arranjar a arca velha que lá se encontrou.

E certo é que a arca lá ficou á espera dela, mas contou com a ajuda do Joel, pois foi quem deu tinta pela última vez na tampa da arca.

Fica sempre bem o trabalho em equipa...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mulheres de armas... A Célia na limpeza das casas de banho e a Céu na limpeza da divisão que irá ser o escritório.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vivam as MULHERES!!! Da maior á mais pequena toda a minha gente quando chega a hora de trabalhar, arregaça as mangas... A Josefina, a Andreia e a Teresa, a Guta e a Cristiana.

 

 

O nosso Paulo, coitado de joelhos, lá vai tapando as rachas existentes no chão.

E parece ter feito um bom trabalho, embora demoroso, está feito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Muito sinceramente, dá gosto olhar para as fotos e ter a certeza de que todos se empenham.

Vivem-se momentos de lazer mesmo a trabalhar.

É bem giro ver o interesse dos mais novos.

 

 

 

 

 

 

 

O Paulo e o António empenhados em arranjar a placa das Mondadeiras e conseguiram, porque no final a placa ficou arranjadinha.

 

Bom trabalho, rapazes...

 

 

 

 

 

Vamos a pendurar os utensilios do pessoal para ficarem bem arrumadinhos e em local certo.

O Jorge lá foi fazendo os buracos na parede, sobre o olhar atento da Josefina e da Nicete.

O trabalho final foi bem gabado pelos restantes elementos presentes na altura. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Joel depois de ter ido varrer a água do terraço. O Joel, o Jorge e o António a colocar as prateleiras, como sempre muito bem dispostos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Zé Júlio, na primeira faz de conta que trabalha, é que tem andado este tempo todo a dizer que anda muito cansado. Na segunda, sem ter jeito nenhum para dançar, meteu na cabeça que havia de aprender, não gostou muito foi da parte em que o António se agarrou a ele para lhe ensinar e a Nicete agarrou na máquina para registar o momento, ficou lixado. Na terceira foto, sentado no sofá que ele diz que irá ser o dele, aliás estes dias todos ele não tem feito mais nada senão estar sentadinho no sofá. Ai Zé Júlio não há melhoras possiveis...

 

 

 

 

Chegada a altura da foto dos presentes no dia 12 de Outubro, há noite.

Atrás o Paulo e o Zé Júlio (ainda não tinha feito nadinha, mas fazer com que ele largasse o rolo!!!), em baixo, o David, o Ricardo (vizinho lá da sede), a Josefina, o Jorge e a Céu.

 

 

 

 

 

 

De todas as brincadeiras, esta foi sem dúvida uma das melhores. Dia 17 só compareceram, a Josefina, a Nicete, o Joel, o António e o Jorge, depois de termos orientado as prateleiras, limpo o escritório, passámos á área de lazer, e deu nisto. Uns lenços e uns xailes, e ficámos com umas velhas todas janotas. No meio das gargalhadas ainda houve tempo para guardar mais uma recordação, digam lá que não estão lindos(as)... Muito nos rimos...

 

 

publicado por Mondadeiras às 18:31
link do post | comentar | favorito
|

Visitas

Mondadeiras Post

2016 - Serração da Velha

13 de Junho - XIV Festiva...

XIV Festival Nacional de ...

Ano 2015

Ano 2014

Ano 2013

Ano 2012

Ano 2011

Ano 2010

Ano 2009

Ano 2008

Agenda

Ano 2007

Apresentação do Grupo

Memórias

A Aldeia de Casa Branca

A Sede d´As Mondadeiras

Ensaios

Contactos

Artigos de Opinião

links

tags

todas as tags

pesquisar